-- -- Pergunta da Maria do Carmo - Curitiba
 

Consultório da Mente

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Pergunta da Maria do Carmo - Curitiba

Pergunta Ola Dr.

Faço tratamento medicamentoso desde 2007, não faço terapia, não tenho dinheiro para pagar um bom terapeuta,um bom profissional, meu medico não concorda com o trabalho realizado pelos centros de saude mental do CAPS, hoje particularmente muito mal. Estou cansada dos efeitos colaterais das medicações, engordei 28 kilos, não tenho ânimo para nada, não consigo nem fazer minha higiene e quando consigo ir ao banheiro, tenho dores articulares que me incapacitam, ultimamente, o gesto de me limpar , me provoca dores no ombro direito,que por sinal não me permite cozer minha refeição e depois limpar a cozinha, não consigo passar roupa, muito menos limpa a casa. Penso nos meus filhos mas principalmente em Deus o que me impede de tomar todos os medicamentos de uma vez só. Deus que me deu a vida e apenas Ele pode tira -lá. Sofro cada vez que faço perícia, quando sei que vou estar em frente da junta medica que faz varias perguntas para me contradizer os sintomas que tenho. Minha empresa é publica e não entendem as dificuldades vividas por um portador de Depressão, especialmente sendo diagnosticada como refratária. Passei numa prova de vestibular para testar minha capacidade cognitiva. Passei em 8 lugar, numa pequena faculdade,entre 93 candidatos para o curso de direito, acho que minha colocação foi muito boa, mas se contar na junta medica vão dizer que tenho condições de voltar ao trabalho, e mesmo porque não consigo tomar decisões, especialmente esta, por medo de me decepcionar. Não consigo me imaginar enfrentando a pressão do trabalho e o cumprimento dos horários do trabalho. Minha depressão iniciou após uma ameaça de morte por parte de um cliente em nov/dez 2006,iniciei meu tratamento no final de jan/2007, após passar as férias trancada dentro de casa nesta época era chefe da agencia, é contraditório ter pensamento de que a morte seria uma solução.Tenho tomado venlafaxina 150 mg (retirando em um mês estou hoje com 37,5mg ,mirtazapina 60 mg , ansitec 20mg 3 rivotril 20 mg a noite. Estou em processo de retirada do venlafaxina para tentar diminuir o ganho de peso, que será substituído  pelo escitalopran 20mg, mas estou com sindrome de abstinência do venlfaxina, sinto mal estar, zumbido no ouvido, sensação de fraqueza e sonolência, que espero passe ate sexta feira desta semana quando termino a retirada para iniciar o escitalopran, estou hoje com 84 kilos, e em Julho de 2012 quando iniciei o tto com mirtazapina estava com estava com 63 kilos. E quando iniciei a venlafaxina estava com 54 kilos, que sempre foi meu peso. Hoje tenho 50 anos e não consigo fazer atividade física devido as dores articulares principalmente nos tornozelos e joelhos e agora e principalmente na cintura escapular direita (ombro direito) . Consultei um clinico muito bom, e me falou da necessidade de mudar o mirtazapina, pelo ganho de peso e das para evitar complicações clinicas como hipertensão, diabete e problemas cardíacos por historia familiar. Consultei também um cirurgião  devido a forte edema de membros inferiores e dores agora neste calor, para surpresa minha, mas também esperada por ser familiar, mal formação na tronco da veia cava abdominal pressionada pela arteria abdominal, me foi indicado cirurgia para colocação de um stend nesta veia. Não vejo como a psicoterapia me poderia ajudar neste momento. O clinico que consultei me sugeriu buscar um psiquiatra que utiliza tratamento com eletroconvulsoterapia, mas o medico aqui em Curitiba só atende particular. Simplesmente não sei pra que lado andar. Tenho dois filhos que não confiam muito que tenho depressão.Que me resta então?

 

Dr. Responde

Muito bem, vou lhe chamar de Maria, mãe de Jesus....

Veja o que acontece quando não nos preocupamos com a saúde,vamos nos  preocupar dom a doença,mas infelizmente você agora vai precisar cuidar da doença. Que doença ? Criada por mim ? Sim. Você diz  que é deprimida " Minha depressão iniciou após uma ameaça de morte por parte de um cliente em nov/dez 2006" , será que sua depressão esta ligada a esse caso,penso que não,existem outros  motivos que lhe levaram a uma tristeza continuada e que você não soube dar a volta por cima. Maria, você é uma pessoa inteligente,capaz e tem condições de buscar uma solução. O CAPs não é um bom local para busca de soluções,conflitos, CAPs e alguns psiquiatras usam a medicação como forma de tratamento de comportamento. MEDICAMENTO É SOMENTE PARA ALIVIAR SINTOMAS, AS CAUSA SÃO ADMINISTRADAS COM PSICOTERAPIA. Os medicamentos destróiem os seres humanos. Minha sugestão é que você va procurar um psicólogo ou psicanalsita, e eu sei que muitos colegas cobram preços autos, mas é muito melhor investir na SUA saúde, do que viver em enternos conflitos. Você esta com 50 anos penso que 2/3 da vida vivida, vá buscar hoje mesmo qualidade de vida para estes anos que ainda faltam. Maria... quem sabe,me ocorreu um pensamento, se você não tem dinheiro para pagar a sua saúde mental,busque participar de uma religião, seja a que mais lhe agrade, para conversar com Deus,  muitas vezes padres,pastores etc... ajudam em muito na relação humana.

Se não tivesse tão longe iria lhe atender Um abraço. Fique em paz  

 

Calendário de Eventos

Agosto

01/08 - Semana Mundial da Amamentação
05/08 - Dia Nacional da Saúde
05/08 - Dia da Farmácia
08/08 - Dia Nacional de Combate ao Colesterol
24/08 - Dia da Infância
27/08 - Dia do Psicólogo
28/08 - Dia Nacional de Combate e Prevenção ao Escalpelamento
29/08 - Dia Nacional de Combate ao Fumo
31/08 - Dia do Nutricionista

Precisamos Saber

O que é mais importante na sua relação
 

 


 

 

 

 


Pensamento do Dia

Na raiz de quase todas as misérias materiais e, sobretudo, morais, está uma falta de amor, uma fome de afeição que não foi satisfeita. (Georges Arnold)

Psicopatas. Eles estão entre nós

Artigos de vários Terapeutas

                                                                  
Dra.Rita Souza Bruni CRP  06/92547é Psicologa Psicóloga, especialista em Psicologia Analítica.Possui experiência nas áreas de atendimentos clínicos, testes e avaliações Psicológicas, elaboração de palestras e treinamentos.Realiza atendimento clínico de adolescentes e adultos, orientação profissional e acompanhamento emocional a noivas e casais. mental.
Dra. Nájila Tamires da Silva é Psicóloga em atendimento clínico. Utiliza uma abordagem voltada a psicologia comportamental. Com experiência em atendimento clínico individual e em grupos de crianças, adolescentes e adultos. Realiza acompanhamento terapêutico e orientação profissional.
Holly Counts, PsyD
Dra.Holly Counts, Psy.D. é um psicóloga clínico licenciado em Ohio. Ela utiliza uma abordagem mente, corpo e espírito para a cura.
Daniel J. Tomasulo
Dr.Daniel J. Tomasulo, Ph.D., TEP, MFA é um psicólogo, treinador psicodrama e escritor sobre corpo docente da Universidade de Nova Jersey City

Dr. Fernando Weikamp -Neuropsicanalista - Psicanalista Clinico - CBP/SP nº 00439 Faculdades Médicas de Psicoterapia Unidas FAMEHP -São Paulo,- Diplomado em psicologia pela Universidade do Arizona em Master of Psychology and Medicine -Membro ABENEPI -Associação Brasileira de Neurologia,Psiquiatria Infantil -Membro da Sociedade Brasileira de Psicologia -Membro da Associação Brasileira de Medicina Complementar -Membro da Associação Brasileira de Psicoterapia e Medicina Comportamental e Sexólogo

 

 

Informação

 

 

Atenção Internautas

 O Consultorio da Mente alerta aos internautas que estão sendo enviadas mensagens eletrônicas em nome do Consultorio da Mente. As falsas mensagens informam que o usuário tem algum tipo de divida . Depois há um pedido para "clicar" em um link anexado a mensagem.

O Consultório da Mente não envia mensagens eletrônicas sobre cobranças . Somente entra em contato via e-mail com usuários que utilizaram os canais apropriados no site.

Portanto, ao receber a mensagem suspeita, orientamos que ela seja encaminhada para o endereço crime.internet@dpf.gov.br e, logo em seguida, apagada.

 

 

 

Nós temos 47 visitantes online