-- -- Aprendar a tomar (medir) Pressão
 

Consultório da Mente

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

 

Aprendar a tomar (medir) Pressão

Alguns cursos não ensinam o agente de saúde a tirar pressão sanguínea. Outros não conseguem comprar o equipamento necessário. Porem, medir a pressão e uma habilidade importante - principalmente nas comunidades onde pressão alta e as doenças correlatas são comuns. É importante também para aqueles que examinam as gestantes durante a gravidez. A pressão alta aumenta o risco durante o parto e um aumento da pressão no final da gestação pode ser sinal de toxemia da gravidez (veja ONHM p. 274).

 

Qualquer pessoa que sabe contar pode aprender a tomar a pressão.

O aluno aprende melhor a tomar a pressão quando compreende o princípio básico. Por isso é melhor ele aprender com um aparelho de pressão antigo, de mercúrio, ou pelo menos ver como funciona.

Com esse aparelho o aluno pode ver como a pressão eleva o mercúrio dentro do tubo. A pressão é medida em milímetros (mm) de mercúrio.
Aparelho de pressão de mercúrio
Para que o aluno tenha uma idéia da pressão no corrente sanguínea, peça para ele levantar uma coluna de mercúrio, soprando assim

Para medir a pressão

· Explique o que vai fazer, para evitar que a pessoa fique com medo.
· Aperte a manga do aparelho de pressão ao redor da parte superior do braço nu.
· Feche a válvula da pera de borracha girando o parafuso no sentido do relógio.
· Eleve a pressão, bombeando ate chegar acima de 200 mm de mercúrio. A partir de certo ponto o sangue para porque o coração não consegue vencer a pressão que o aparelho faz no bravo da pessoa.
· Coloque o estetoscópio sobre a artéria, na parte interna do cotovelo.
· Solte a pressão, abrindo, bem devagar, o parafuso da pera de borracha.
· Com o estetoscópio, escute o pulso, enquanto continua a deixar o ar sair da manga do aparelho. Enquanto o nível de mercúrio (ou a agulha no mostrador da válvula) esta caindo, faca duas leituras:

1. Faça a primeira leitura no momento em que começa a ouvir as batidas do pulso. Isso acontece quando a pressão na manga do aparelho esta igual à pressão mais alta que ocorre na artéria (pressão sistólica ou pressão máxima). Essa pressão é alcançada cada vez que o coração se contrai e empurra o sangue através das artérias. Na pessoa normal, essa pressão em geral esta em torno de 110 a 120 mm.


2. Continue soltando devagar a pressão, escutando com atenção. Faça a segunda leitura quando o som do pulso fica fraquinho ou desaparece. Isso acontece quando a pressão na manga do aparelho esta igual à pressão mais baixa, que ocorre na artéria (pressão diastólica ou pressão mínima). Essa pressão é alcançada quando o coração descansa entre as pulsações. Normalmente esta em torno de 60 a 80 mm.

Ao registrar a pressão, anote sempre as duas leituras. Dizemos que a pressão normal de um adulto a de "12 por 8" e anotamos assim:

120
_____    ou 120/80 120 é a pressão sistólica, máxima ou superior
80          80 e a pressão diastólica, mínima ou inferior


Para evitar palavras complicadas, como sistólica e diastólica, é melhor usar os termos "pressão superior" e "pressão inferior".
Um jeito simples de ensinar sobre pressão sangüínea

É difícil entender o que é pressão superior e inferior se a explicação a feita só com palavras. Um dispositivo simples, que o próprio aluno pode fazer, mostra claramente o que as duas leituras significam e como funciona a manga do aparelho de pressão.

Pontos que devem constar do ensino da pressão sangüínea

· Antes do aluno começar a tomar a pressão, ele precisa saber usar o estetoscópio. Faça os agentes ouvirem o coração uns dos outros, para acostumarem com o som das batidas.

· Faça o agente ver que não deve usar o estetoscópio ou o aparelho de pressão como algo "mágico" que leva as pessoas a acreditarem que ele tem conhecimentos ou poderes especiais. Deve use-los como ferramenta - quando necessário - nunca para se mostrar.

· A pressão precisa ser tomada quando a pessoa esta em repouso. Se a pessoa faz exercício (correr, andar ou trabalhar), se esta zangada, preocupada, com medo ou nervosa, a pressão pode subir e mostrar leitura falsa elevada. É comum a pessoa ficar nervosa no consultório do médico. Converse sobre isso com os agentes. Discutam o que pode ser feito para a pessoa ficar a vontade antes de tirar a pressão.

· Sempre tire a pressão 2 ou 3 vezes para ter certeza que a leitura esta correta.

· A pressão normal para um adulto em repouso esta em torno de 120/80, mas isso varia muito.Podemos considerar normal para a pressão superior qualquer valor entre 100 e 140 e para a pressão inferior qualquer valor entre 60 e 90. As pessoas de mais idade, em geral, tem a pressão um pouco mais alta do que os jovens.

· Das duas leituras (superior e inferior), geralmente a inferior diz mais sobre a saúde da pessoa... Por exemplo, se a pessoa tem pressão 140/85, não há muita razão para preocupação. Mas se tem pressão 135/110, a pressão está perigosamente alta e a pessoa precisa emagrecer (se a gorda) ou receber tratamento. Se a pressão inferior esta acima de 100, isto significa que a pressão exige atenção especial (dieta ou talvez remédio).

· Explique aos agentes que, em geral, não ha motivo de preocupação se uma pessoa regularmente apresenta pressão baixa. Na realidade, a pressão um pouco mais baixa que o normal, 90/60 a 110/70, significa que a pessoa tem maior probabilidade de viver, mais e menor probabilidade de sofrer do coração ou ter derrame. Muita gente normal e sadia, principalmente na América Latina, tem pressão 90/60.

· Uma queda brusca ou acentuada de pressão é sinal de perigo (hemorragia, choque), principalmente se cai a menos de 60/40. 0 agente de saúde precisa prestar atenção nisso em pessoas que estão perdendo sangue ou se há risco de choque. Entretanto, a pressão pode, normalmente, cair um pouco quando a mulher relaxa depois do parto, ou quando uma pessoa se acalma depois de um acidente. Procure sempre outros sinais de choque, além da queda de pressão.

Observação: Referências à pressão sangüínea que constam do manual "Onde não há médico": Choque, p. 98 a 107 (também no Índice Geral); Obesidade, p. 153; Problemas do coração, p. 357; Pressão alta, p. 156 e 360; Derrame, p. 358; Gravidez, pp. 274, 277 e 280; Toxemia da gravidez, p. 274; Parto (hemorragia), p. 291; Pílulas anticoncepcionais, p. 316.

Aprendendo e ensinando a cuidar da saúde: Manual de
métodos, ferramentas e idéias para um trabalho comunitário
David Werner e Bill Bower (traduzido, revisado e adaptado sob a coordenação da
Associação Brasileira de Tecnologia Alternativa na promoção de Saúde , TAPS)
São Paulo: Paulus, 1984. 5º Ed.

 

Calendário de Eventos

Setembro
01.09 - Dia do Profissional de Educação Física.
03.09 - Dia do Biólogo
05.09 - Dia Nacional de Conscientização e Divulgação da Fibrose Cística
05.09 - Dia do Oficial de Farmácia
08.09 - Dia Nacional de Luta por Medicamento
08.09 - Dia Mundial da Raiva
09.09 - Dia do Veterinário
10.09 - Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio
21.09 - Dia Nacional de Luta da Pessoa Portadora de Deficiência.
27.09 - Dia Nacional da Doação de Órgãos
29.09 - Dia Mundial do Coração

Precisamos Saber

O que é mais importante na sua relação
 
 


Pensamento do Dia

Aquele que conheceu apenas a sua mulher, e a amou, sabe mais de mulheres do que aquele que conheceu mil. (Leon Tolstoi)

Psicopatas. Eles estão entre nós

Artigos de vários Terapeutas

                                                                  
Dra.Rita Souza Bruni CRP  06/92547é Psicologa Psicóloga, especialista em Psicologia Analítica.Possui experiência nas áreas de atendimentos clínicos, testes e avaliações Psicológicas, elaboração de palestras e treinamentos.Realiza atendimento clínico de adolescentes e adultos, orientação profissional e acompanhamento emocional a noivas e casais. mental.
Dra. Nájila Tamires da Silva é Psicóloga em atendimento clínico. Utiliza uma abordagem voltada a psicologia comportamental. Com experiência em atendimento clínico individual e em grupos de crianças, adolescentes e adultos. Realiza acompanhamento terapêutico e orientação profissional.
Holly Counts, PsyD
Dra.Holly Counts, Psy.D. é um psicóloga clínico licenciado em Ohio. Ela utiliza uma abordagem mente, corpo e espírito para a cura.
Daniel J. Tomasulo
Dr.Daniel J. Tomasulo, Ph.D., TEP, MFA é um psicólogo, treinador psicodrama e escritor sobre corpo docente da Universidade de Nova Jersey City

Dr. Fernando Weikamp -Neuropsicanalista - Psicanalista Clinico - CBP/SP nº 00439 Faculdades Médicas de Psicoterapia Unidas FAMEHP -São Paulo,- Diplomado em psicologia pela Universidade do Arizona em Master of Psychology and Medicine -Membro ABENEPI -Associação Brasileira de Neurologia,Psiquiatria Infantil -Membro da Sociedade Brasileira de Psicologia -Membro da Associação Brasileira de Medicina Complementar -Membro da Associação Brasileira de Psicoterapia e Medicina Comportamental e Sexólogo

 

 

Informação

 

 

Atenção Internautas

 O Consultorio da Mente alerta aos internautas que estão sendo enviadas mensagens eletrônicas em nome do Consultorio da Mente. As falsas mensagens informam que o usuário tem algum tipo de divida . Depois há um pedido para "clicar" em um link anexado a mensagem.

O Consultório da Mente não envia mensagens eletrônicas sobre cobranças . Somente entra em contato via e-mail com usuários que utilizaram os canais apropriados no site.

Portanto, ao receber a mensagem suspeita, orientamos que ela seja encaminhada para o endereço crime.internet@dpf.gov.br e, logo em seguida, apagada.

 

 

 

Nós temos 61 visitantes online