-- -- Aprendar a tomar (medir) Pressão
 

Consultório da Mente

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

 

Aprendar a tomar (medir) Pressão

Alguns cursos não ensinam o agente de saúde a tirar pressão sanguínea. Outros não conseguem comprar o equipamento necessário. Porem, medir a pressão e uma habilidade importante - principalmente nas comunidades onde pressão alta e as doenças correlatas são comuns. É importante também para aqueles que examinam as gestantes durante a gravidez. A pressão alta aumenta o risco durante o parto e um aumento da pressão no final da gestação pode ser sinal de toxemia da gravidez (veja ONHM p. 274).

 

Qualquer pessoa que sabe contar pode aprender a tomar a pressão.

O aluno aprende melhor a tomar a pressão quando compreende o princípio básico. Por isso é melhor ele aprender com um aparelho de pressão antigo, de mercúrio, ou pelo menos ver como funciona.

Com esse aparelho o aluno pode ver como a pressão eleva o mercúrio dentro do tubo. A pressão é medida em milímetros (mm) de mercúrio.
Aparelho de pressão de mercúrio
Para que o aluno tenha uma idéia da pressão no corrente sanguínea, peça para ele levantar uma coluna de mercúrio, soprando assim

Para medir a pressão

· Explique o que vai fazer, para evitar que a pessoa fique com medo.
· Aperte a manga do aparelho de pressão ao redor da parte superior do braço nu.
· Feche a válvula da pera de borracha girando o parafuso no sentido do relógio.
· Eleve a pressão, bombeando ate chegar acima de 200 mm de mercúrio. A partir de certo ponto o sangue para porque o coração não consegue vencer a pressão que o aparelho faz no bravo da pessoa.
· Coloque o estetoscópio sobre a artéria, na parte interna do cotovelo.
· Solte a pressão, abrindo, bem devagar, o parafuso da pera de borracha.
· Com o estetoscópio, escute o pulso, enquanto continua a deixar o ar sair da manga do aparelho. Enquanto o nível de mercúrio (ou a agulha no mostrador da válvula) esta caindo, faca duas leituras:

1. Faça a primeira leitura no momento em que começa a ouvir as batidas do pulso. Isso acontece quando a pressão na manga do aparelho esta igual à pressão mais alta que ocorre na artéria (pressão sistólica ou pressão máxima). Essa pressão é alcançada cada vez que o coração se contrai e empurra o sangue através das artérias. Na pessoa normal, essa pressão em geral esta em torno de 110 a 120 mm.


2. Continue soltando devagar a pressão, escutando com atenção. Faça a segunda leitura quando o som do pulso fica fraquinho ou desaparece. Isso acontece quando a pressão na manga do aparelho esta igual à pressão mais baixa, que ocorre na artéria (pressão diastólica ou pressão mínima). Essa pressão é alcançada quando o coração descansa entre as pulsações. Normalmente esta em torno de 60 a 80 mm.

Ao registrar a pressão, anote sempre as duas leituras. Dizemos que a pressão normal de um adulto a de "12 por 8" e anotamos assim:

120
_____    ou 120/80 120 é a pressão sistólica, máxima ou superior
80          80 e a pressão diastólica, mínima ou inferior


Para evitar palavras complicadas, como sistólica e diastólica, é melhor usar os termos "pressão superior" e "pressão inferior".
Um jeito simples de ensinar sobre pressão sangüínea

É difícil entender o que é pressão superior e inferior se a explicação a feita só com palavras. Um dispositivo simples, que o próprio aluno pode fazer, mostra claramente o que as duas leituras significam e como funciona a manga do aparelho de pressão.

Pontos que devem constar do ensino da pressão sangüínea

· Antes do aluno começar a tomar a pressão, ele precisa saber usar o estetoscópio. Faça os agentes ouvirem o coração uns dos outros, para acostumarem com o som das batidas.

· Faça o agente ver que não deve usar o estetoscópio ou o aparelho de pressão como algo "mágico" que leva as pessoas a acreditarem que ele tem conhecimentos ou poderes especiais. Deve use-los como ferramenta - quando necessário - nunca para se mostrar.

· A pressão precisa ser tomada quando a pessoa esta em repouso. Se a pessoa faz exercício (correr, andar ou trabalhar), se esta zangada, preocupada, com medo ou nervosa, a pressão pode subir e mostrar leitura falsa elevada. É comum a pessoa ficar nervosa no consultório do médico. Converse sobre isso com os agentes. Discutam o que pode ser feito para a pessoa ficar a vontade antes de tirar a pressão.

· Sempre tire a pressão 2 ou 3 vezes para ter certeza que a leitura esta correta.

· A pressão normal para um adulto em repouso esta em torno de 120/80, mas isso varia muito.Podemos considerar normal para a pressão superior qualquer valor entre 100 e 140 e para a pressão inferior qualquer valor entre 60 e 90. As pessoas de mais idade, em geral, tem a pressão um pouco mais alta do que os jovens.

· Das duas leituras (superior e inferior), geralmente a inferior diz mais sobre a saúde da pessoa... Por exemplo, se a pessoa tem pressão 140/85, não há muita razão para preocupação. Mas se tem pressão 135/110, a pressão está perigosamente alta e a pessoa precisa emagrecer (se a gorda) ou receber tratamento. Se a pressão inferior esta acima de 100, isto significa que a pressão exige atenção especial (dieta ou talvez remédio).

· Explique aos agentes que, em geral, não ha motivo de preocupação se uma pessoa regularmente apresenta pressão baixa. Na realidade, a pressão um pouco mais baixa que o normal, 90/60 a 110/70, significa que a pessoa tem maior probabilidade de viver, mais e menor probabilidade de sofrer do coração ou ter derrame. Muita gente normal e sadia, principalmente na América Latina, tem pressão 90/60.

· Uma queda brusca ou acentuada de pressão é sinal de perigo (hemorragia, choque), principalmente se cai a menos de 60/40. 0 agente de saúde precisa prestar atenção nisso em pessoas que estão perdendo sangue ou se há risco de choque. Entretanto, a pressão pode, normalmente, cair um pouco quando a mulher relaxa depois do parto, ou quando uma pessoa se acalma depois de um acidente. Procure sempre outros sinais de choque, além da queda de pressão.

Observação: Referências à pressão sangüínea que constam do manual "Onde não há médico": Choque, p. 98 a 107 (também no Índice Geral); Obesidade, p. 153; Problemas do coração, p. 357; Pressão alta, p. 156 e 360; Derrame, p. 358; Gravidez, pp. 274, 277 e 280; Toxemia da gravidez, p. 274; Parto (hemorragia), p. 291; Pílulas anticoncepcionais, p. 316.

Aprendendo e ensinando a cuidar da saúde: Manual de
métodos, ferramentas e idéias para um trabalho comunitário
David Werner e Bill Bower (traduzido, revisado e adaptado sob a coordenação da
Associação Brasileira de Tecnologia Alternativa na promoção de Saúde , TAPS)
São Paulo: Paulus, 1984. 5º Ed.

 

Calendário de Eventos

Setembro

01/09 - Dia do Profissional de Educação Física.
03/09 - Dia do Biólogo
05/09 - Dia Nacional de Conscientização e Divulgação da Fibrose Cística
05/09 - Dia do Oficial de Farmácia
08/09 - Dia Mundial da Raiva
08/09 - Dia Nacional de Luta por Medicamento
09/09 - Dia do Veterinário
10/09 - Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio
19/09 - Dia do Engenheiro de Saneamento
21/09 - Dia Nacional de Luta da Pessoa Portadora de Deficiência
27/09 - Dia Nacional da Doação de Órgãos
29/09 - Dia Mundial do Coração

Precisamos Saber

O que é mais importante na sua relação
 

 


 

 

 

 


Pensamento do Dia

Os espinhos que me feriram foram produzidos pelo arbusto que plantei. (Byron)

Psicopatas. Eles estão entre nós

Artigos de vários Terapeutas

                                                                  
Dra.Rita Souza Bruni CRP  06/92547é Psicologa Psicóloga, especialista em Psicologia Analítica.Possui experiência nas áreas de atendimentos clínicos, testes e avaliações Psicológicas, elaboração de palestras e treinamentos.Realiza atendimento clínico de adolescentes e adultos, orientação profissional e acompanhamento emocional a noivas e casais. mental.
Dra. Nájila Tamires da Silva é Psicóloga em atendimento clínico. Utiliza uma abordagem voltada a psicologia comportamental. Com experiência em atendimento clínico individual e em grupos de crianças, adolescentes e adultos. Realiza acompanhamento terapêutico e orientação profissional.
Holly Counts, PsyD
Dra.Holly Counts, Psy.D. é um psicóloga clínico licenciado em Ohio. Ela utiliza uma abordagem mente, corpo e espírito para a cura.
Daniel J. Tomasulo
Dr.Daniel J. Tomasulo, Ph.D., TEP, MFA é um psicólogo, treinador psicodrama e escritor sobre corpo docente da Universidade de Nova Jersey City

Dr. Fernando Weikamp -Neuropsicanalista - Psicanalista Clinico - CBP/SP nº 00439 Faculdades Médicas de Psicoterapia Unidas FAMEHP -São Paulo,- Diplomado em psicologia pela Universidade do Arizona em Master of Psychology and Medicine -Membro ABENEPI -Associação Brasileira de Neurologia,Psiquiatria Infantil -Membro da Sociedade Brasileira de Psicologia -Membro da Associação Brasileira de Medicina Complementar -Membro da Associação Brasileira de Psicoterapia e Medicina Comportamental , Sexólogo, Professor, Neuro Ciência .

 

 

Informação

 

 

Atenção Internautas

 O Consultorio da Mente alerta aos internautas que estão sendo enviadas mensagens eletrônicas em nome do Consultorio da Mente. As falsas mensagens informam que o usuário tem algum tipo de divida . Depois há um pedido para "clicar" em um link anexado a mensagem.

O Consultório da Mente não envia mensagens eletrônicas sobre cobranças . Somente entra em contato via e-mail com usuários que utilizaram os canais apropriados no site.

Portanto, ao receber a mensagem suspeita, orientamos que ela seja encaminhada para o endereço crime.internet@dpf.gov.br e, logo em seguida, apagada.

 

 

 

Nós temos 23 visitantes online